Procurações

A procuração é o meio pelo qual uma pessoa confere poderes a outra para que esta atue em seu nome, dentro dos limites mencionados na própria procuração.

Para que uma pessoa possa outorgar um mandato (ou procuração), ela deverá ser completamente consciente, o que será sempre verificado em cartório.

Não pode ser feita procuração para fins previdenciários quando a pessoa não esteja mais consciente, ou tenha intervalos lúcidos. Neste caso, deverá a família pedir a interdição da pessoa.

Existem atos em que a procuração pública é sempre necessária. Nos demais casos, as partes podem optar pela procuração pública ou particular.

Para se fazer uma procuração, é necessário que a pessoa que deseja passar os poderes para a outra compareça ao cartório, com RG e CPF, informe todos os dados da pessoa para a qual deseja outorgar o mandato, bem como os poderes a serem passados.

A procuração é cobrada mediante aferição de seu valor econômico. Para mais informações sobre as custas, consulte a tabela de preços deste site.

A procuração pode ser revogada pela pessoa que a conferiu a qualquer momento. Neste caso, ela deverá informar o seu procurador sobre a revogação e comparecer ao cartório, noticiando o fato.